A Revisão da Estrutura – Seja Preventivo Através da Osteopatia

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone

Tal como os automóveis carecem de revisões periódicas ao mecânico, de forma a que a sua prestação nas estradas não comprometa a sua segurança e a dos outros, devido a avarias por desgaste ou por qualquer outro problema que aparece quando menos se espera, também a nossa estrutura corporal, músculos e articulações devem ser periodicamente revistas, na marquesa do osteopata, de forma a que não existam restrições de mobilidade e dores (musculares e/ou articulares).

Há 7 dias na semana. Se é do tipo de pessoa que resolve as coisas “num dia destes”, o mais provável é que continue com praticamente tudo ainda por resolver. O mais provável é que continue costantemente com uma voz ao fundo que continua a dizer-lhe “resolve isto… “, “resolve aquilo…”, “vai-te tratar…”, “tens que fazer isso… tens que fazer o outro”. E tudo continua na mesma, porque há falta de acção. E esta voz não se vai calar a menos que você resolva aquilo. E aquilo só pode ser resolvido agora, porque o depois não existe, nem o amanhã.

osteopata osteopatia lisboaNão sei se já reparou que o dia de hoje é caracterizado por ter luz, o Sol ilumina esta parte do planeta e como tal temos luz, aquilo a que normalmente se chama “dia”. À noite você vai dormir, está de noite, ou seja, está escuro que o mesmo é dizer, existe ausência de luz. E através da noite você passa de um dia para o outro… Não sei se está a ver onde é que isto o vai levar… Vamos continuar!

Hoje é este dia, ontem foi outro dia e amanhã será um outro. Ou seja, temos aqui trêz dias, separados por duas noites e é assim que o seu cérebro vê as coisas, tem lógica. Mas e se estiver completamente enganado? Não?!!

Vamos agora imaginar, que não existe o pôr do Sol, quero com isto dizer que por uma qualquer razão planetária em vez de um Sol tinhamos 2 Sóis e como tal não havia noite. Era sempre de dia, está a ver?! Sendo assim, o facto de não haver noite, faria com que o dia de hoje, fosse o mesmo que o dia de ontem e exactamente o mesmo que o de amanhã. Se não havia noite era sempre de dia, porque o que caracteriza a noite é a ausência de luz. Não havendo ausência de luz não se pode dizer que se passa de um dia para o outro, porque é sempre o mesmo dia. Um dia continuo e ilimitado. É sempre hoje.

Outro exemplo, mais idêntico com a nossa realidade. A única razão pela qual separamos o tempo em passado, presente e futuro é pelo facto de dormirmos nos periodos de ausência de luz, criando assim uma ilusão psicológica da existência de uma divisão entre o dia de ontem e o dia de hoje. Sendo o dia um periodo de luz e a noite um periodo de ausência de luz, se você não dormirsse, a que é que você assistia?  Se nós não tivessemos que dormir, onde é que estava o ontem, onde é que estava o hoje e onde é que estava o amanhã? Viviamos sim, periodos de luz e periodos de ausência de luz. Mas era sempre o mesmo dia, um dia continuo e ilimitado. E é exactamente isso que está a acontecer. É sempre hoje. A unica diferença é que por razões de cansaso fisico dormimos nos periodos de ausência de luz. Mas não deixe que o seu cérebro o engane. Por isso, resolva as coisas hoje, trate-se hoje, porque o amanhã não existe, tal como “um dia destes”.

Há 7 dias na semana e “um dia destes” não é nenhum desses dias. Um “dia destes… ou dos outros” é o quê senão o prolongamento da indefinição das coisas na sua vida, ou da dor nas suas costas? Não se engane  a si próprio. Seja Preventivo Através da Osteopatia, Seja Inteligente Neste Momento e Actue Agora.

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone